Alunos são prejudicados por falta de professor, na Zona Leste

Imagem: Reprodução/Google Maps

Alunos da Escola Municipal Ivone Maria de Barbosa e Silva, localizada no bairro Cidade de Deus, Zona Leste de Manaus, estão sendo prejudicados pela falta de professores. O policial militar, Mauro Lúcio dos Anjos, 45, reclama que o filho de 10 anos, Marlon Gabriel, ainda não começou a estudar o ano letivo de 2019 porque o colégio não tem profissionais disponíveis para o 4° ano. Ele até tentou mudar a criança para outra unidade de ensino, mas recebeu a informação que o problema atinge mais instituições municipais do bairro.

O pai do aluno afirmou que procurou a Secretaria Municipal de Educação (Semed) para saber o que estava acontecendo. Segundo ele, o órgão teria informado que os professores estão participando de um remanejamento.

“O ano letivo era para ter começado no dia 6 de fevereiro, mas até agora nada. A Semed informou que estão fazendo um remanejamento e não existe previsão do inicio das aulas. O meu filho está ficando em casa e sendo prejudicado por conta disso, pela falta de competência da prefeitura e da secretaria”, reclamou Mauro Lúcio.

O pai também contou que tentou tirar o filho da escola, mas funcionários da Semed informaram que o problema abrangia outras instituições do bairro Cidade de Deus. “Eu fui pedir a transferência, mas me informaram que o problema também está acontecendo com outras instituições. Não tem como mudar ele de escola. Sinto que estou sendo prejudicado e principalmente ele, que vai precisar estudar no sábado e domingo para não perder os assuntos”, completou o pai.

Por meio de nota, a Semed confirmou que a unidade de ensino localizada no bairro Cidade de Deus está sem professor de 4° ano. A secretaria relatou que tem feito convocações de docentes aprovados em concurso público desde o ano passado, mas nem todos os profissionais se apresentaram para tomar posse.

A Semed também destacou que nas páginas 3 e 4 do Diário Oficial do Município (DOM), de n° 4551, de quinta-feira, (7), saiu a segunda nomeação feita só neste ano de 2019 de novos professores. Em 2018, foram mais de 1,3 mil convocados. A secretaria informou que a posse dos novos servidores inicia na próxima semana e já será feita a lotação na sala do 4° ano da Escola Municipal Profª. Ivone Maria Barbosa e Silva.

Segundo a Semed, não haverá prejuízo quanto aos conteúdos pedagógicos, visto que há um planejamento para reposição das aulas. Questionada pela reportagem, a secretaria municipal não respondeu se outras unidades de ensino estão prejudicadas com a falta de professor.

Por ACRÍTICA

Comentarios