Alpinista morre ao ser atingido por pedra durante rapel em SC

O resgate dos alpinistas durou cerca de seis horas devido à dificuldade de acesso ao local.

O empresário e alpinista Lucas de Zorzi morreu neste domingo (11) ao ser atingido por uma pedra durante a escalada do cânion Espraiado, na cidade de Urubici, a cerca de 170 km de distância de Florianópolis. Um segundo alpinista, que estava com Zorzi, ficou preso a 200 metros de altura até ser resgatado.

O acidente aconteceu por volta das 10h da manhã, quando um deslizamento de uma pedra que atingiu Zorzi na cabeça e o deixou inconsciente. O colega conseguiu usar o celular para pedir socorro.

O resgate dos alpinistas durou cerca de seis horas devido à dificuldade de acesso ao local. Os socorristas utilizaram um helicóptero águia e foi necessário que um dos socorristas descesse de rapel até onde estavam os alpinistas para dar sequência ao resgate.

Zorzi foi resgatado primeiro e levado de helicóptero para o Hospital Nossa Senhora dos Prazeres sem sinais vitais.

Apaixonado por esportes, o empresário tinha experiência em escalada e também era atleta, instrutor e campeão brasileiro de Wingsuit artístico. O Wingsuit é um esporte cujo praticante plana utilizando um traje que simula asas. Além disso, Zorzi também praticava snowboard e paraquedismo. Ele deixa filho e esposa.

O FlyBrothers, clube de Wingsuit do qual fazia parte, divulgou ainda no domingo nota de pesar pelo falecimento do companheiro. “E com grande pesar que comunicamos a toda comunidade a perda do nosso grande irmão Lucas, um amigo incrível, pai e marido dedicado, que na qualidade de atleta estava entre os melhores do esporte! Você sempre estará em nossas mentes e nossos corações. Descanse em paz nosso querido irmão.”

Zorzi era diretor da Mil Indústria de Serras, uma empresa dedicada a fabricação de maquinas utilizadas em madeireiras. A empresa publicou em suas redes sociais uma nota de pesar e divulgou informações sobre o velório do alpinista.O segundo alpinista teve apenas ferimentos leves.

FONTE: Folhapress

Comentarios